Sobre

pt-PT

A Nossa Missão

Promover o microfinanciamento do ensino pós-secundário com o objectivo de aumentar a empregabilidade, estimular o empreendedorismo e assegurar a auto-suficiência.

O nosso programa assenta numa plataforma online de financiamento colaborativo de doação com componentes obrigatórios de voluntariado, mentoria e estágio para os estudantes participantes.

“A educação é a arma mais poderosa que tu podes usar para transformar o mundo.”

- Nelson Mandela

A Nossa Visão

Temos também grandes sonhos, como o de assegurar o direito à educação pós-secundária de todos os alunos para dessa forma garantir a paz e prosperidade das comunidades locais de todo o mundo.

“A pobreza é a maior violação dos direitos humanos.”

- Vicent Ferrer, Filantropista Catalão

O Nosso Objectivo

O objectivo da Iduka é o de apoiar financeiramente os estudantes cujo sonho de obter uma educação universitária seria difícil de alcançar sem ajuda complementar. Ao fazê-lo, ajudamos a "educar, ensinar, instruir, elevar " os líderes de amanhã. Por último, trata-se de dar aos nossos estudantes as ferramentas necessárias para desenvolverem o seu potencial e prepará-los para entrarem no mundo laboral com as competências adequadas.

Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.”

- Paulo Freire, Educador e Filósofo brasileiro

Iduka Portugal

Equipa

Director Exec. & Fundador

Miguel Martim

Comunicação Visual

Pedro Alves

Comunicação

Braden Fuller

RP & Comunicação

Rafaela Mendes

Apoio Financeiro

A nossa organização tem sido gerida desde o início por um grupo de voluntários genuinamente comprometidos com a causa da educação. Apesar do financiamento inadequado, desenvolvemos uma excelente infra-estrutura de TI, exclusivamente com as parcerias pro bono estabelecidas com empresas líderes de tecnologia, como a bng, a BindTuning e a Microsoft.

Para dar continuidade ao desenvolvimento desta infra-estrutura robusta e poder expandir os nossos atuais sistemas de tecnologia e o atual programa que teve início com uma grant do LinkedIn, necessitamos da sua ajuda para angariar os fundos necessários para:

Como contrapartida pelos investimentos de impacto que fizerem na nossa organização, os investidores, grandes e pequenos, podem contar connosco para lhes proporcionar a transparência que todos merecem.

A Nossa História

Investir no ensino superior pode ser difícil e stressante - especialmente quando se vai estudar para fora da área de residência ou para o estrangeiro. O Miguel Martim, fundador da Iduka, passou por essa experiência quando foi aceite num programa de pós-graduação nos EUA. Mesmo tendo uma bolsa de estudos, como estudante oriundo de uma universidade fora da Califórnia acabou por ser confrontado com a responsabilidade de pagar por todas as taxas adicionais enquanto sustentava a sua jovem família. O processo para assegurar fundos para cobrir todas as despesas inesperadas causou um stress acrescentado a uma situação já por si difícil.

Na realidade, a frequência no programa não teria sido possível se não tivesse conseguido à última hora uma bolsa de estudo complementar que acabou por resolver o problema.

Foi para solucionar este problema que nasceu a Iduka.

História

O nosso grupo inicial de voluntários reuniu-se pela primeira vez em casa do fundador da Iduka, Miguel Martim, em Saint Lucie West, Flórida, no início de dezembro de 2008, para comemorar o fim do ciclo eleitoral norte-americano que elegeu o Presidente Barack Obama em que todos haviam participado.

2008

Poucos dias depois da primeira reunião, foi formado um grupo de trabalho para estudar possíveis soluções para o problema dos custos do acesso ao ensino pós-secundário e estimular a cidadania activa dos estudantes.

2008

Em abril de 2009, a Iduka foi constituída nos E.U.A. como uma organização 501 (c) (3) com dinheiro angariado numa "feira da ladra" organizada na casa de um dos membros do Conselho de Administração.

2009

Recebemos uma subvenção multi-anual de uma fundação privada, em Filadélfia, Pensilvânia.

2009

Abrimos uma loja de artigos de segunda-mão (entretanto, encerrada), em Port Saint Lucie, Flórida.

2009

Recebemos um prémio de Inovação da LinkedIn for Good Foundation em Mountain View, Califórnia.

2013

Estabelecemos uma filial em Portugal para implementar e testar o programa em Portugal e na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

2013

Recebemos uma formação de capacitação da Fundação Calouste Gulbenkian, que incluiu um Bootcamp em Inovação Social na sua sede em Lisboa e fomos considerados como uma das 10 ideias mais inovadoras de origem portuguesa no âmbito da iniciativa FAZ-IOP.

2014

Celebrámos um acordo com a bng e a BindTuning para desenvolverem pro bono a nossa plataforma de Crowdfunding.

2014

Participámos do programa de mentoria do IES-SBS (Instituto de Empreendedorismo Social - Social Business School) de Cascais, Lisboa.

2014 – 2015

Iniciámos o programa na Comunidade de Países de Língua Português (CPLP) em Abril.

2015

Também tu podes ser um agente de mudança, ajudando-nos a tornar o ensino pós-secundário mais acessível para os estudantes com dificuldades financeiras. Também podes ter um impacto real com um pequeno investimento ou através da prestação de serviço voluntário para apoiar e alargar o alcance desta iniciativa de financiamento comunitário.

Junta-te a nós! Participa e ajuda-nos a divulgar o perfil dos estudantes participantes do nosso program aos teus familiares e amigos para que eles também possam beneficiar desta iniciativa e se registem como doadores ou como estudantes.

Porquê a Iduka?

As estatísticas indicam que 70% dos novos empregos requerem alguma forma de ensino pós-secundário. 

Para concretizar este objectivo, necessitamos de unir forças de forma assegurar que novas formas de assistência financeira estão disponíveis para os estudantes oriundos de extratos de renda baixa, que se classifiquem em uma ou mais das seguintes categorias:

É nossa responsabilidade colectiva ajudar a encontrar soluções inovadoras, tanto por razões de igualdade de oportunidades, como para garantir a prosperidade económica das nossas comunidades locais, nossas nações, e mundo em geral.

O nosso fracasso implicará que estes estudantes se endividem com empréstimos privados a fim de satisfazer os custos crescentes com a sua educação e, em muitos casos, abandonam mesmo os seus programas académicos, devido à falta de fundos ou aumento obrigações da dívida contraída.

Conheça mais dados estatísticos:

Portugal é o 10º país mais caro da Europa para se estudar no ensino superior.

Fonte: Eurydice, 2012

Milhares de alunos do ensino superior com propinas em atraso. 

Fonte: Jornal de Notícias, 2013-01-17

No ano letivo de 2011-2012, 28% dos alunos da Universidade de Aveiro devia dinheiro à universidade.

Fonte: Jornal de Notícias, 2013-01-17

Os portugueses gastam 60% do seu rendimento para ter um filho a estudar no ensino superior.

Fonte: Luísa Cerdeira, Pró-reitora da Universidade de Lisboa

Portugal é o 5º país do 'ranking' dos estados (em 16 países) em que maior percentagem do rendimento é destinada a custear as despesas de frequência das universidades e politécnicos.

Fonte: Luísa Cerdeira, Pró-reitora da Universidade de Lisboa

26% dos estudantes do ensino superior nacional recebem bolsa de estudo. Este valor coloca Portugal entre os países europeus onde apenas uma "minoria" dos estudantes tem apoio do Estado.

Fonte: Jornal Público, 2012-11-09

Portugal, com 17,4%, tinha em 2014 a quarta maior taxa de abandono escolar precoce da União Europeia.

Fonte: Eurostat, 2014

A OCDE calcula que, ao longo da vida de um  diplomado,  o  Estado  português  recolhe mais  US$113.164,00  do  que aquilo que investe na sua formação.

Fonte: OCDE, 2011